Se, portanto, não tivermos em nenhuma conta os nossos hábitos de pensamento para nos reduzirmos ao que um olhar atual revela sobre o estado das coisas do espírito, observamos facilmente que a filosofia, definida por sua obra que é obra escrita, é objetivamente um gênero literário particular, caracterizado por certos assuntos e pela freqüência de certos termos e de certas formas. Paul Valéry Estudar o texto filosófico […] no espaço também das suas encenações e numa sintaxe que não seja apenas a articulação dos seus significados, das suas referências ao ser ou à verdade, mas a ordenação dos seus processos e de tudo o que aí se investiu. Jacques Derrida

  • Diez textos para pensar la relación entre literatura y pensamiento (parte I)

    Diez textos para pensar la relación entre literatura y pensamiento (parte I)

    Breve bibliografía comentada de filósofos/poetas de la antiguedad, el romanticismo y la modernidad Toda selección es parcial y en cierta forma injusta. Hay muchos textos a comentar y posiblemente se pueden pensar otros textos que serían tanto o más pertinentes que los presentes. No pretendo ser exhaustivo sino ofrecer una guía subjetiva de títulos. El […]

    Read more

  • Marcos Mondoñedo: “El lector clásico se esfuerza por la lentitud ante la exigencia por la brevedad”

    Marcos Mondoñedo: “El lector clásico se esfuerza por la lentitud ante la exigencia por la brevedad”

    “La hipótesis lacaniana es que eso real es una especie de agujero que se delinea o delimita insistente, negativamente por los procesos de significación de los discursos de la cultura” Me cité a mediados del mes de abril con Marcos Mondoñedo, profesor de Teoría Literaria y Semiótica en la Universidad Nacional Mayor de San Marcos […]

    Read more

  • Albert Balasch: “Tudo o que não produz retorno imediato é descartado”

    Albert Balasch: “Tudo o que não produz retorno imediato é descartado”

    Un hombre llega tarde, editado por Kriller71 Ediciones (2022), apresenta uma antologia bilíngue (catalão-espanhol) com poemas de Albert Balasch selecionados por Aníbal Cristobo No mês de abril, entrevistei ao poeta catalão Albert Balasch para a Revista de Letras. Conversamos sobre poesia, escrita, linguagem e literatura, como se o tempo houvesse parado em algum bar de […]

    Read more

  • Taxonomia filosófica no Livro do Desassossego

    Taxonomia filosófica no Livro do Desassossego

    Os termos mais utilizados por Pessoa são: vida (763), ser (534), alma (412), nada (334), outros (264), ser (261), sonho (250), mundo (233) No passado outubro se celebrou, na Fundação Calouste Gulbenkian, o Congresso Internacional Fernando Pessoa, no qual participei com uma comunicação intitulada “Uma taxonomia filosófica para o Livro do Desassossego”. O texto pode […]

    Read more

  • Albert Lladó: “Um narrador é aquele que transforma informação em experiência”

    Albert Lladó: “Um narrador é aquele que transforma informação em experiência”

    Por ocasião da publicação de Malpaís nos encontramos online para conversar sobre narração, pensamento e jornalismo Albert Lladó (Barcelona, 1980) transita entre filosofia, jornalismo, teatro e romance e questiona o momento presente a partir do qual realiza todas essas atividades: Como podemos pensar, informar e narrar hoje? Para responder a essas questões, Lladó publicou diferentes […]

    Read more

  • Sergio Chejfec, sobre literatura e escrita

    Sergio Chejfec, sobre literatura e escrita

    “Toda escrita é uma combinação do que você quer fazer e do que não pode fazer” Por volta de 2009, escrevi a Sergio Chejfec perguntando se podia entrevistá-lo para a Revista de Letras, com motivo da publicação do romance Mis dos mundos. Ele me respondeu com muita gentileza e me pediu que lhe enviasse as […]

    Read more

NEWSLETTER

Sign up for free and be the first to get notified about updates.