“Ler, editar, escrever: simulação literária e humanidades digitais” (resenha)

Escrevo sobre o último livro de Manuel Portela, «Literary Simulation and the Digital Humanities: Reading, Editing, Writing» na revista Texto Digital

Literary Simulation and the Digital Humanities: Reading, Editing, Writing, do professor da Universidade de Coimbra Manuel Portela, é um monográfico sobre o trabalho desenvolvido no arquivo digital do Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa (https://ldod.uc.pt/), desde 2012 até à atualidade. Estruturada em cinco capítulos (From Archive to Simulator; Reading as Simulation; Editing as Simulation; Writing as Simulation; e Living on in the Web), um incipit (Evolutionary Textual Environment)e um explicit (No Problem Has a Solution), a obra, além de descrever a investigação com o arquivo, demonstra como a experiência literária está baseada nos atos de leitura, edição e escrita. A pergunta que Portela tenta responder é como podemos usar a mídia digital para compreender tais atos enquanto processos literários. Os dois significantes importantes na proposta do autor são performance e simulação. Assim, o Arquivo LdoD é, para além de sua função como repositório documental da escrita de Fernando Pessoa, um ambiente de experimentação que se define como um simulador da performance literária. O utilizador, então, pode interagir com o arquivo como leitor, editor e autor. Os planos de representação textual que o arquivo fornece junto das funções de simulação permitem repensar a condição e a ecologia textual mediante o uso das novas tecnologias. Daí se entende a estrutura do livro, que propõe, em primeiro lugar, definir o que o autor entende por simulador e como este se encaixa na lógica de um arquivo digital para passar logo a se perguntar o que seria a leitura, a edição e a escrita como simulação. Texto completo aqui.

«A revista Texto Digital propõe-se a ser um espaço para publicação nas áreas de Literatura, Linguística, Educação e Artes, sem privilegiar correntes críticas ou metodologias específicas. Editada desde 2004 pelo Núcleo de Pesquisas em Informática, Literatura e Linguística (NuPILL), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Literatura e ao Departamento de Línguas e Literaturas Vernáculas do Centro de Comunicação e Expressão da Universidade Federal de Santa Catarina». 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: